Logo LAAD 2018

SP: queda de 63,2% nas ocorrências de caixas eletrônicos

No primeiro mês de 2016, ocorreram 24 casos a menos em relação a igual mês de 2015. A redução dos números é resultado de uma série de medidas adotadas pela Secretaria da Segurança Pública

O Estado de São Paulo apresentou queda de 63,2% nas ocorrências de explosões a caixas eletrônicos em janeiro de 2016. O número de casos passou de 38 em 2015 para 14 este ano. Foram 24 ocorrências a menos em relação ao mesmo mês do ano passado.

A redução das ocorrências é ainda maior na comparação com janeiro de 2013. O recuo foi de 85,26%. O número caiu de 95 para 14 – 81 casos a menos.

Medidas de combate

A redução dos números é resultado de uma série de medidas adotadas pela Secretaria da Segurança Pública. A pasta tem liderado a discussão sobre o combate a este tipo de crime com outras partes envolvidas, como a Febraban, o Exército e a União.

Dentre as medidas, está a aprovação na Câmara dos Deputados do projeto de lei que aumentará a pena pelo uso de explosivos no furto qualificado e a decisão do Exército em obrigar as empresas a terem escolta privada para evitar o extravio de dinamite.

Além disso, a Febraban passou ampliar mecanismos de prevenção e a compartilhar dados. A informação sobre os locais onde estão instalados os caixas eletrônicos amplia o trabalho de inteligência no seu mapeamento e georreferenciamento. Os dados já constam dos sistemas das polícias, em especial do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e do Centro de Inteligência da PM (CIPM).

Também foram reforçadas as rondas nas áreas consideradas de risco e com maior número de ocorrências, em especial durante a noite e madrugada. Para isso, são utilizadas as equipes de Forças Táticas dos Batalhões de todas as regiões do Estado.

Fonte: Secretaria Estadual de Segurança Pública - SP